sábado, 10 de fevereiro de 2018

O Cristianismo é Uma Ameaça Existencial Para o Ocidente



"Uma obrigação para com Deus: esta ideia foi porém o instrumento de tortura. Imaginou-se Deus como um contraste dos seus próprios instintos animais (do homem) e irresistíveis e deste modo transformou estes instintos em faltas para com Deus, hostilidade, rebelião contra o «Senhor», «Pai» e «Princípio do mundo», e colocando-se galantemente entre «Deus» e o «Diabo» negou a Natureza para afirmar o real, o vivo, o verdadeiro Deus, Deus santo, Deus justo, Deus castigador, Deus sobrenatural, suplício infinito, inferno, grandeza incomensurável do castigo e da falta. Há uma espécie de demência da vontade nesta crueldade psíquica. Esta vontade de se achar culpado e réprobo até ao infinito; esta vontade de ver-se castigado eternamente; esta vontade de tornar funesto o profundo sentimento de todas as coisas e de fechar a saída deste labirinto de ideias fixas; esta vontade de erigir um ideal, o ideal de «Deus santo, santo, santo», para dar-se meçhor conta da própria indignidade absoluta... Oh, triste e louca besta humana!

A que imaginações contra natura, a que paroxismo de demência, a que a bestialidade de ideia se deixa arrastar, quando se lhe impede ser besta de acção!... Tudo isto é muito interessante, mas quando se olha para o fundo deste abismo, sentem-se vertigens de tristeza enervante. Não há dúvida de que isto é uma doença, a mais terrível que tem havido entre os homens e aquele cujos ouvidos sejam capazes de ouvir, nesta negra noite de tortura e de absurdo, o grito de amor, o grito de êxtase e de desejo, o grito de redenção por amor, será presa de horror invencível... Há tantas coisas no homem que infudem espanto! Foi por tanto tempo a terra um asilo de dementes!"
- Friedrich Nietzsche (1844 - 1900) in A Genealogia da Moral

Os primeiros sinais começaram a sentir-se logo desde o início da fundação da Alt-Right como um movimento ideológico-político. Gradualmente, porém, a situação tem vindo progressivamente a agravar-se e chegou a um ponto em que a própria Alt-Right se encontra ameaçada por este conflito interno que já assume contornos de extrema violência verbal. Refiro-me, como é óbvio para quem está por dentro do movimento, à crescente guerra entre cristãos e anti-cristãos que está a fermentar na Alt-Right

Desde o início, a Alt-Right tem tido duas facções (uma cristã e outra anti-cristã) que estão em permanente confronto. Se é verdade que por mera estratégia, ambas colaboram entre si, também é verdade que as mesmas são absolutamente incompatíveis entre si e se excluem mutuamente. Escusado será dizer que esta rivalidade pode e provavelmente acabará mesmo por levar eventualmente a uma cisão na Alt-Right

Nunca neguei, nem nego que eu me identifico com a facção anti-cristã da Alt-Right e tenho motivos de sobra para justificar esta minha posição. Já muito escrevi sobre as traições e os podres não só da Igreja Católica, mas do Cristianismo em geral, que é a meu ver e de longe o pior veneno ideológico que alguma vez penetrou na Europa. As maiores traições, as piores canalhices e as mais graves ofensas dirigidas contra o Ocidente, têm tido quase sempre como causa de fundo o Cristianismo e a cobardia derrotista inevitavelmente associada ao mesmo.

As igrejas cristãs têm demonstrado desde há muito uma permanente hostilidade para com os nacionalistas e nunca se inibiram de colaborar abertamente com os nossos piores inimigos, fornecendo-lhes apoio moral e mesmo até em alguns casos, apoio material e financeiro! Nós temos por isso toda a razão e motivos de sobra para odiar o Cristianismo, pois tal ideologia religiosa só nós tem agredido de várias e diversas formas.

Diga-se também de passagem que não fomos nós que escolhemos ser inimigos dos cristãos, antes pelo contrário, os cristãos é que escolheram ser nossos inimigos. Muitos daqueles que hoje fazem parte da facção anti-cristã da Alt-Right, tentaram no passado ser amigos dos cristãos e muitos de nós até os chegámos a defender em certo momento. Porém, o que nós recebemos em troca por esta nossa boa vontade foram insultos, traição e difamação sem limites. Esta postura agressiva dos cristãos, associado ao seu fanatismo religioso e filo-semitismo irracional, rapidamente tornou claro que seria impossível manter qualquer espécie de diálogo civilizado com a facção cristã que diz ser "nacionalista". Pior ainda do que isto, muitos cristãos começaram a atacar abertamente a Alt-Right e os nacionalistas em geral, acusando-nos de toda a espécie de falsidades e rotulando-nos com adjectivos que usualmente eram empregues apenas pela extrema-esquerda. "Nazis", "fascistas", "racistas", "anti-semitas", já ouvimos isto tudo e muito mais da parte dos cristãos.

Não é mentira que as igrejas cristãs, por via da propaganda internacionalista que difundem 24/7, têm prejudicado gravemente o movimento nacionalista em geral e esta postura da parte cristã tem sido de uma irresponsabilidade total, pois o Ocidente está neste momento à beira de poder cair num abismo infernal de onde nunca mais sairá e os movimentos nacionalistas são, efectivamente, a última linha de defesa que ainda resta para se poder salvar alguma coisa. É por isso perfeitamente legítimo afirmar-se que o Cristianismo passou a ser uma ameaça existencial para o Ocidente. O Cristianismo e as diversas igrejas cristãs estão a matar a Civilização Ocidental por via da sua colaboração com os inimigos desta mesma Civilização.

Acreditem que a mim não me dá qualquer espécie de prazer esta situação. Não tenho, nem nunca tive nenhum prazer em combater a Igreja e o Cristianismo, no entanto, tal tarefa tem de ser necessariamente empreendida, pois os cristãos não param de nos difamar e apoiar os nossos inimigos. A erradicação do Cristianismo, a par do Marxismo, Liberalismo e restantes ideologias internacionalistas, passou a ser uma necessidade vital para a sobrevivência do Ocidente. Todos aqueles que se identificam com a facção anti-cristã da Alt-Right devem por isso de se manter firmes na sua posição, pois são vocês que estão certos e não os sabujos cristãos que lambem os pés aos sionistas e comem da mão da máfia internacionalista patrocinada por George Soros e quejandos.

João José Horta Nobre
10 de Fevereiro de 2018

7 comentários:

  1. Totalmente deacordo!A igreja não passa de uma seita judaica e hoje uma cambada de pedófilos, pederastas, comunistas, maçons e um "papa" vagabundo argentino e imbecil holocau$tizado e criminoso Lheguelhé nas mãos dos racistas holocau$ticos judeus que estão destruindo Europa com milhões de analfabetos e parasitas africanos!

    ResponderEliminar
  2. Gostaria de saber: sendo a doutrina comunista completamente contra qualquer
    ideologia religiosa (ateísmo), por que razão o judaísmo criou, fomentou e patrocinou o comunismo?

    JAO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi o "judaísmo" enquanto religião,mas os "judeus" ateus(coligados com não judeus)que fomentaram o comunismo(e muito mais).

      Eliminar
    2. Ver este link http://aagendasecreta.blogspot.pt/2004/10/os-trezentos-de-fernando-pessoa.html

      Eliminar
  3. Acho que a maior ameaça é o "populismo" (leia-se; o populismo vaticano-bergogliano e o liberal-socialista/marxista cultural) check http://realpolitikmag.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/7.-O-populismo-e-a-crise-da-democracia-representativa-parte-1.pdf

    ResponderEliminar
  4. a igreja nao defende ninguem,temos um exemplo enorme com fatima,sao negocios sao lavagens ao cerebro e pedofilia,e lobys e lavagens de dinheiro,so os ricos sao bem crentes,pudera a vidinha corre.lhes bem,cheios de dinheiro riquisssimos a conta dos trabalhadores crentes e nao crentes,nada fez a igreja ate agora pelos pobres em portugal,alias ele catolicos e outras religioes nem gostam de gente pobre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles "adoram" os pobres pois são esses que fazem a massa de seguidores(porque carentes de tudo,materialmente e mentalmente/espiritualmente precisam de acreditar em algo que compense suas vidas tristes,e a igreja católica romana se aproveitou bem disso desde o início no século 4).

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...