quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

O Russia Insider Decidiu Finalmente Entrar no Clube Daqueles Que Contra Ventos e Marés Falam a Verdade, Custe o que Custar e Doa a Quem Doer




«Eles pensavam poder abafar e vencer a verdade, que é sempre vitoriosa, ignorando que a própria essência da verdade é que quanto mais quisermos comprimi-la mais ela cresce e se eleva.» - Jan Hus (1369 - 1415)

Parece que o Russia Insider decidiu finalmente entrar no clube daqueles que contra ventos e marés falam a verdade, custe o que custar e doa a quem doer. Charles Bausman, o editor-chefe do Russia Insider, está obviamente de parabéns pela sua franqueza que não podia ser mais directa e clara quanto ao assunto de que estamos aqui a falar: 




Nada disto acontece ao acaso ou por mera coincidência, antes pelo contrário, quem está atento aos media russos e à propaganda que o Kremlin dispara diariamente na direcção do Ocidente, não pode deixar de notar que de há um ano a esta parte, tem aumentado gradualmente a quantidade de notícias e reportagens que denunciam o papel da Judiaria Internacional na actual catástrofe geopolítica que tomou conta de grande parte do Mundo. 

A Sputnik e a RT - órgãos de informação directamente ligados ao Kremlin - não se têm cansado ultimamente de emitir conteúdos que indirectamente apontam o dedo ao lobby israelita que manda em Washington. Entretanto, há cerca de dois meses, reabriu-se novamente na Rússia a investigação em torno do assassinato da família real russa, que se suspeita ter sido um "assassinato ritual" levado a cabo por bolcheviques judeus. Por fim, temos agora o editor-chefe do Russia Insider a afirmar frontalmente que a partir de agora nada será como dantes e que a sua publicação irá passar a publicar reportagens que denunciam abertamente a responsabilidade das elites judaicas em muitos dos problemas que actualmente grassam no Mundo. Como eu escrevi mais acima, nada disto acontece ao acaso ou por mera coincidência....

O Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, sabe perfeitamente bem que quem está por detrás da tremenda campanha internacional contra a Rússia, são as elites judaicas e o lobby israelita que basicamente controla a Casa Branca e reduziu os Estados Unidos a uma colónia de Israel. Charles Bausman, o editor-chefe do Russia Insider, também sabe disto e é exactamente isso que o mesmo afirma sem reservas ou pudor. 




Com este golpe de mestre, um verdadeiro mata-leão no Mundo da guerra da informação e contra-informação actualmente em curso, Charles Bausman acaba de enfiar uma valente bofetada em todos aqueles que se recusam a nomear o inimigo pelo nome, mesmo quando sabem perfeitamente bem quem é esse mesmo inimigo. Claro que o medo de se perder o emprego ou ser prejudicado socialmente por "falar demais", explicam em grande medida esta postura cobarde da parte de muitos jornalistas e intelectuais, no entanto, nós já não estamos na década de 1990, mas sim, em 2018. Actualmente e graças à Internet, o debate é muito mais livre e aberto do que era há vinte anos atrás. Apesar dos esforços continuados das elites judaicas para censurar e controlar o que se diz e publica na Internet, apesar disto e mesmo assim, a Internet continua a ser um Mundo bastante livre e é hoje uma ferramenta essencial para se desmontar a narrativa oficial do "sistema", isto é, das elites judaicas que dominam quase por completo aquilo que se designa comummente por mainstream media

No seu essay de 5000 palavras que eu aconselho todos a lerem com extrema atenção, Charles Bausman não apenas denuncia a forma como as elites judaicas controlam jornais e revistas de grande influencia como o New York Times, o The Atlantic, a Newsweek, o The New Republic, o NY Review of Books, o New Yorker e a Economist (esta última directamente detida pela família Rothschild), mas também aborda a forma como a Revolução Bolchevique foi comprovadamente liderada e organizada nos bastidores por judeus sedentos de vingança, assunto este que David Duke já abordou em grande pormenor no seu excelente livro The Secret Behind Communism. O professor Antony C. Sutton também escreveu um livro - Wall Street And The Bolshevik Revolution - que apesar de não denunciar directamente o papel das elites judaicas na Revolução Bolchevique, aborda e denuncia a forma como o apoio dos banqueiros (judeus...) de Wall Street foi absolutamente crucial para que a Revolução Bolchevique tivesse conseguido triunfar

Devo também destacar o elogio que Charles Bausman faz à Alt-Right e aos esforços desta, que é de longe actualmente a única força político-social com algum relevo em todo o Ocidente, que ainda opõe alguma resistência à Nova Ordem Mundial e denuncia às elites judaicas que estão directamente por detrás da mesma:




Agradeço muito sinceramente estas palavras simpáticas de Charles Bausman. A Alt-Right nunca foi, nem é, um "movimento neonazi" como muitas vezes tem sido descrita pelos "lying media". Antes pelo contrário, a Alt-Right é, isto sim, a única força político-social no Ocidente que hoje resiste e luta contra a tirania sionista e é exactamente por este motivo que os media controlados pela judiaria internacional nos atacam e difamam 24/7 numa guerra sem quartel. Não há mais ninguém que faça o que nós fazemos. Ninguém. Nenhuma organização. Nenhuma religião. Nenhum movimento político ou social. A Alt-Right está totalmente isolada neste ponto e no Ocidente ela é a ÚNICA força político-social que ainda consegue opor alguma resistência minimamente séria às elites judaicas e ao seu mais do que óbvio plano para de mansinho e pouco a pouco, desmantelarem as nações e erguerem no seu lugar um governo mundial totalitário. É contra esta tirania e apenas contra esta tirania que nós lutamos e vamos continuar a lutar. Quem quiser juntar-se a nós e à nossa causa, será sempre bem vindo. 

__________________________________________

Notas:
[1] BAUSMAN, Charles - It's Time to Drop The Jew Taboo. Russia Insider, 15 de Janeiro de 2018. Link: http://russia-insider.com/en/its-time-drop-jew-taboo/ri22186 
[2] BAUSMAN, Charles - It's Time to Drop The Jew Taboo. Russia Insider, 15 de Janeiro de 2018. Link: http://russia-insider.com/en/its-time-drop-jew-taboo/ri22186 

João José Horta Nobre
17 de Janeiro de 2018


14 comentários:

  1. A Rússia deveria mostrar ao mundo porque investe tanto em tecnologia militar, o que eles têm que fazer e tacá fogo no ninho das vespas, só assim talvez resolva o problema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Onildo Gomes, "tacá fogo no ninho das vespas" seria dar início à Terceira Guerra Mundial e consequentemente a um muito provável Apocalipse nuclear. Os russos não são loucos, alguns podem até beber vodka a mais, mas certamente que não são loucos.

      Eliminar
  2. Mas muitos dizem k o Putin tb é judeu! Estranho ele tar a lutar contra eles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu próprio possivelmente tenho algum antepassado judeu algures na minha árvore genealógica. E agora? Isso também faz de mim um "conspirador sionista"?!?

      O facto de uma pessoa poder ter algum sangue judeu na sua árvore genealógica, não quer dizer que essa mesma pessoa se identifique com a cultura e identidade judaicas. Putin até agora só tem dado provas de ser um patriota russo e a sua política demonstra-o. Putin frustrou o Plano Yinon com o seu apoio a Bashar al-Assad na Síria. Está aliado ao Irão que é um dos países mais anti-sionistas na face do planeta. Suspeita-se também que anda a fornecer apoio aos norte-coreanos à margem das sanções decretadas contra esse País pelo Império Anglo-Sionista. Na Ucrânia também travou o assalto da Nova Ordem Mundial contra esse País e inclusive anexou a Crimeia. Enfim, toda a política externa de Putin vai directamente contra a agenda da Nova Ordem Mundial. Por este mesmo motivo é que me parece a mim uma loucura completa alguém dizer que Putin "é um judeu" e que está feito com a canalha da Nova Ordem. Simplesmente não acredito em tal, nem me parece que essa hipótese seja sequer minimamente credível.

      Eliminar
    2. "Gil Vicente", o "História Maximus" não é uma latrina púbica, mas sim, uma parte da minha casa e da minha privacidade. Se o Gil Vicente quiser fazer propaganda neoliberal, então procure outro espaço onde posso fazer tal, pois eu aqui certamente que não o vou permitir.

      Mais ainda, você dirigiu-se a mim de forma imprópria e mal-educada, nomeadamente tratando-me por "tu" como se me conhecesse de algum lado. Não gostei do seu tom petulante. Aprenda primeiro a ser humilde e depois logo podemos falar.

      Eliminar
  3. http://omarxismocultural.blogspot.pt/2017/12/austria-junta-se-europa-oriental-e.html ainda não está tudo perdido no Ocidente(nomeadamente na parte mais a leste do Ocidente,se assim podemos falar)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo Ricardo Amaral, na minha perspectiva, ainda é muito cedo para se concluir seja o que for em relação ao actual governo da Áustria. Vamos dar tempo à "coisa" e depois logo se vê.

      Eliminar
  4. Até já estou a ver a reacção do esquerdalhista médio ao ler este artigo: "Buááá, os russos estão a lavar o cérebro dos analfabetos ocidentais e a incutir-lhes ideias de extrema-direita! É uma cabala! É uma conspiração! E aquele traidor do Trump não faz nada, pá!!!

    Ou, se calhar, até estou a ser optimista. O mais provável é o Ocidente fingir que não viu nada disto, tal como tem fingido não ver os abusos dos "refugiados" muçulmanos, o genocídio dos cristão no Médio oriente, a violação em massa de meninas ocidentais por gangues "asiáticos", etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. [Até já estou a ver a reacção do esquerdalhista médio ao ler este artigo: "Buááá, os russos estão a lavar o cérebro dos analfabetos ocidentais e a incutir-lhes ideias de extrema-direita! É uma cabala! É uma conspiração! E aquele traidor do Trump não faz nada, pá!!!"»]

      Loool, o "sistema" em peso já entrou em pânico caro Afonso, é só ver por aqui:

      http://russia-insider.com/en/twitter-warns-russia-insider-about-russian-propaganda-we-write-back/ri22260

      http://theduran.com/russia-insider-goes-goebbels-debunking-charles-bausmans-warped-vision-russian-reality/

      http://www.tabletmag.com/scroll/253501/prominent-russian-website-publishes-virulent-anti-semitic-screed

      «O mais provável é o Ocidente fingir que não viu nada disto,»

      Não é "o Ocidente", mas sim, os judeus que dominam quase por completo os media no Ocidente. A estrutura de controlo sionista sabe que a única forma de poder continuar a mandar é ocultando a verdade dos povos ocidentais e por isso mesmo, o Afonso não espere de ver nada disto publicado ou exibido nas CNN's e New York Times deste Mundo. Verdade seja dita que se não fosse a Rússia de Putin nós estávamos tramados, pois a Rússia é inquestionavelmente o único País do Mundo que hoje faz oposição séria à Nova Ordem Mundial, tanto no campo político, como no campo ideológico. Quer queiram, quer não, os nacionalistas no Ocidente precisam da Rússia e devem de vê-la como uma aliada e não uma inimiga.

      Eliminar
    2. A máfia globalista(ou internacionalista) é que permite que a nível local/nacional as máfias partidárias/mediáticas(e por acréscimo a UE)tomem conta dos Estados.O "testa de ferro" principal dos globalistas(e do projecto de fusão socialista-capitalista) aqui http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.pt/2013/10/quem-e-george-soros-o-que-ele-faz-para.html

      Eliminar
    3. No meu novo blog(no sapo,pois o blogspot tem me dado dificuldades em aceder como gerente)desenvolvo esse tema da máfia globalista,aqui http://bilder-livros.blogs.sapo.pt/livros-nom-nwo-402

      Eliminar
  5. Check this out https://www.henrymakow.com/2018/01/taboo-against-anti-semitism.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bilder, isso é apenas uma repetição de partes do artigo original do Russia Insider:

      http://russia-insider.com/en/its-time-drop-jew-taboo/ri22186

      Eliminar
  6. https://redice.tv/news/long-lost-tapes-reveal-plan-hatched-by-the-jewish-avengers-to-kill-six-million-germans-in-revenge-for-the-holocaust

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...